3 de abril de 2019 · Instituto Superior Técnico



JOSÉ PEDRO MARTINS BARATA

José Pedro Martins Barata, licenciado em Arquitetura pela Escola Superior de Belas-Artes de Lisboa, José Pedro Martins Barata esteve envolvido em diversos instituições escolares e académicas como o Gabinete de Estudos e Planeamento do Ministério da Educação Nacional (em 1972) no qual organizou o Núcleo da Rede Escolar, na Universidade Nova de Lisboa (em 1973, ano da sua fundação) e no Gabinete de Estudos e Planeamento do Ministério da Educação e Investigação Científica (o qual dirigiu em 1977). Foi Professor catedrático convidado no IST, coordenador da Licenciatura em Arquitetura do (IST), Professor convidado da Faculdade de Arquitetura da Universidade Técnica de Lisboa e Professor convidado da Faculdade de Engenharia da Universidade Católica Portuguesa. José Pedro Martins Barata e o pai Jaime Martins Barata pintaram um fresco da Capela de Nossa Senhora de Fátima da Igreja de Santo Eugénio, em Roma. No ano passado foi agraciado com o grau de Grande-Oficial da Ordem da Instrução Pública.



8 de julho de 2019 · Ciência 2019



JORGE CALADO

Jorge Calado, Professor Emérito do IST, é doutorado em Química pela Universidade de Oxford. Lecionou na Universidade de Yale, nos EUA. Dedicou-se ao estudo da termodinâmica de fluidos moleculares e das suas misturas, tendo publicado mais de 170 artigos em revistas internacionais e formado várias gerações de químicos em Portugal. Foi o primeiro Químico a receber o Prémio Ferreira da Silva, o mais alto galardão da Sociedade Portuguesa de Química. Vencedor do Prémio Universidade de Lisboa 2016. Tem ainda tido uma contribuição ímpar a nível internacional na promoção da cultura científica e da relação entre as Artes e as Ciências, designadamente através da música e da ópera e das suas múltiplas relações com o desenvolvimento científico ao longo dos últimos séculos.

LUÍS MONIZ PEREIRA

Luís Moniz Pereira, pioneiro no ensino e investigação em Ciências da Computação e em Inteligência Artificial em Portugal, foi Diretor do Centro de Inteligência Artificial na Universidade Nova de Lisboa. É Doutor Honoris Causa pela Universidade Técnica de Dresden, na Alemanha. Especializou-se em programação lógica e na representação do conhecimento, raciocínio e ciências cognitivas, em geral. Fundador da Associação Portuguesa de Inteligência Artificial e esteve na origem de várias publicações dedicadas à área da IA. Tem contribuído de forma invulgar para a difusão da cultura científica em Portugal sobre Ciências da Computação e em Inteligência Artificial.

ANTÓNIO FIRMINO DA COSTA

António Firmino da Costa, Doutorado em Sociologia e Professor Catedrático no Departamento de Sociologia do ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa (IUL), distinguiu-se pela promoção das ciências sociais em Portugal, tendo formado várias gerações de sociólogos. Fundador do CIES - Centro de Investigação e Estudos de Sociologia do IUL e Diretor da revista científica Sociologia, Problemas e Práticas. Fundador da Associação Portuguesa de Sociologia. Foi Membro do Conselho Científico da rede europeia Inequality Watch e Cocoordenador da Cátedra Ibérica de Ciência, Tecnologia e Sociedade da OEI. Tem contribuições inéditas no estudo das desigualdades sociais, ciência e sociedade, literacia e educação, culturas urbanas e identidades culturais e metodologia de investigação em ciências sociais.

MANUEL NUNES DA PONTE

Manuel Nunes da Ponte, doutorado pelo Instituto Superior Técnico, distinguiu-se pelas suas contribuições em Engenharia Química e Biológica, tendo formado várias gerações de engenheiros químicos em Portugal. Foi Diretor do Instituto de Tecnologia Química e Biológica (ITQB) e investigador responsável pelo projeto Tecnologias e Processos Limpos em Engenharia Química e Biológica. Venceu em 1996 o Prémio Ferreira da Silva. Presidiu à Iniciativa Eureka e teve um contributo relevante na promoção da inovação em biotecnologia e em processos industriais em Portugal no contexto Europeu.

HELENA SANTOS

Helena Santos, Doutorada em Biofísica pela Universidade Nova de Lisboa (UNL), é Professora Catedrática de Bioquímica e Biofísica da UNL no Instituto de Tecnologia Química e Biológica. Dirigiu o Laboratório de Fisiologia Celular e Ressonância Magnética Nuclear (RMN) no ITQB NOVA. Foi pioneira em Portugal no desenvolvimento de técnicas de RMN in vivo para estudar o metabolismo de bactérias de ácido láctico e células de cérebro. Coordenou vários projetos europeus na área da investigação bioquímica. Venceu vários galardões, incluindo o Prémio Gulbenkian de Ciência e o Prémio de Carreira Internacional da Sociedade Internacional de Extremófilos, da qual foi Presidente.

CECÍLIA LEÃO

Cecília Leão, Doutorada em Biologia/Microbiologia pela Universidade do Minho, é Professora catedrática e foi Presidente da Escola de Medicina da Universidade do Minho. Membro da Academia de Ciências de Lisboa. Distinguiu-se pelo ensino e investigação nas áreas da Microbiologia e Ciências da Saúde, tendo formado várias gerações de cientistas e médicos em Portugal.

MARIA JOÃO SARAIVA

Maria João Saraiva, obteve o Doutoramento e a Agregação em Ciências Biomédicas na Universidade do Porto, é Professora Catedrática de Bioquímica do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar da Universidade do Porto. Distinguiu-se pelos seus estudos de mais de 30 anos sobre a Paramiloidose. Coordenou o Grupo de Neurobiologia Molecular do Instituto de Biologia Molecular e Celular que se dedica à Bioquímica e Genética Molecular da doença. Recebeu o Prémio Gulbenkian Ciência 2009 pelo trabalho desenvolvido no estudo dos mecanismos bioquímicos e genéticos da Paramiloidose.

DEOLINDA LIMA

Deolinda Lima, Professora catedrática da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP), foi Vice-Presidente do Conselho Científico da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto. Diretora do Laboratório de Apoio à Investigação em Medicina Molecular da FMUP. Foi Presidente da Sociedade Portuguesa de Neurociência e recebeu várias distinções pelos seus trabalhos de investigação na área da Dor. Coordenou o «IBMC Research Group on Morphophysiology of the Somatosensory System».

RAQUEL GASPAR

Raquel Gaspar, Bióloga marinha Doutorada pela Universidade de St. Andrews na Escócia. Trabalha e investiga há 20 anos os golfinhos no Estuário do Sado. Fundadora da Ocean Alive, tem-se distinguido na proteção dos oceanos e, sobretudo, na proteção das pradarias marinhas através de campanhas de sensibilização envolvendo as mulheres das comunidades piscatórias. Recebeu uma bolsa da National Geographic para o projeto «Guardiãs do Mar: Pescadoras Líderes para a Conservação do Oceano» que tem permitido a recolha de dados para o mapeamento sistemático das pradarias marinhas do Estuário do Sado. O seu trabalho é particularmente inédito e reconhecido internacionalmente na promoção da cultura científica envolvendo as mulheres das comunidades piscatórias.

LUÍS MIGUEL FERRO PEREIRA

Luís Ferro Pereira, Presidente da Câmara Municipal de Vila Velha de Ródão, promoveu e apoiou de forma inédita e internacionalmente muito reconhecida o desenvolvimento do Novo Atlas Europeu do Vento na Serra do Perdigão. Durante 2017-18 apoiou ensaios inéditos realizados por equipas internacionais de investigadores de referência mundial na Serra do Perdigão, tendo facilitado o maior projeto de mapeamento do vento jamais realizado, que envolve várias organizações e instituições científicas a nível internacional, como recentemente publicado no Jornal da American Meteorological Society («The Perdigão: Peering into Microscale Details of Mountain Winds», JAMS, June 2019).

PAULO FERNANDES

Paulo Fernandes, Presidente da Câmara Municipal do Fundão, tem-se distinguido pela capacidade de inovação e promoção da cultura científica no desenvolvimento do interior, incluindo a criação de emprego qualificado e a valorização de processos de transformação digital em regiões de baixa densidade populacional. Fundador da Rede de Aldeias de Xisto e da Rede Aldeias Históricas de Portugal, entre outras iniciativas relacionadas com o Desenvolvimento Regional. Transformou a zona do Fundão, com a atração inédita de emprego qualificado e do desenvolvimento de competências digitais através da criação do Centro de Negócios do Fundão. Entre outras iniciativas, criou uma Incubadora e Aceleradora de empresas de base tecnológica, um FabLab, um Centro de Formação Avançada e um Centro de Validação e Certificação de Software.



19 de setembro de 2019 · Reunião do Board do Programa CMU‐Portugal



JAMES H. GARRETT JR.

Doutorado em Engenharia Civil pela Universidade de Carnegie Mellon (CMU, Pittsburgh (EUA) em 1986, é "Provost" da Universidade de Carnegie Mellon desde 1 de janeiro de 2019. Acompanhou o desenvolvimento do Programa Carnegie Mellon Portugal desde o seu início, tendo sido um dos seus grandes impulsionadores desde 2012 e, sobretudo na sua renovação e expansão desde 2018. É membro da Associação Americana para o Avanço da Ciência (American Association for the Advancement of Science (AAAS), tendo-se distinguido no desenvolvimento de sistemas urbanos adaptáveis e eficientes. Foi galardoado, em 2012, com o Prémio de investigação "Alexander von Humboldt".

SIR JOHN O’REILLY

Professor na área das Telecomunicações na University College London e Presidente do Science and Engineering Research Council de Singapura, tem sido o Coordenador do Comité de Avaliação Externa do Programa Carnegie Mellon Portugal desde o seu início, em 2007. Acompanhou e apoiou o desenvolvimento científico português nos últimos 30 anos, sobretudo nas áreas dos sistemas de informação e comunicação, tendo participado em muitos painéis de avaliação da FCT e em painéis de acompanhamento de instituições científicas portuguesas.



20 de setembro de 2019 · Conferência Anual do Programa UT Austin‐Portugal



ROBERT A. PETERSON

Professor da Universidade do Texas em Austin, tendo-se distinguido no desenvolvimento das áreas da estratégia e metodologias de investigação de marketing. Foi presidente da Academy of Marketing Science e foi "Associate Vice President for Research" da Universidade do Texas em Austin. Coordenou na Universidade do Texas em Austin o Programa UT Austin Portugal entre 2007-2017, desde o seu início, tendo sido um dos seus grandes impulsionadores. Neste contexto, apoiou ativamente a instalação em Portugal do "Minho Advanced Computing Center - MACC", o qual foi inaugurado em julho de 2019 no datacenter de Riba de Ave através da transferência do "TACC - Texas Advanced Computer Center" de 800 nós de supercomputadores, doravante denominado "BOB" em agradecimento ao professor Robert Peterson, com capacidade de memória de 266TBytes, capacidade de armazenamento de 1PByte e desempenho de cálculo de 1 PFlops.